Perguntas mais freqüentes

SOBRE O FOLHAINVEST

SOBRE O MERCADO DE AÇÕES

Quem são os realizadores do simulado?

Os realizadores do "Folhainvest" são a Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo - BM&FBOVESPA e a Folha de S.Paulo. Voltar

Acabei de fazer meu cadastro. Por que existem ações na minha carteira?

Essas ações são parte do seu portfolio inicial. Ao se cadastrar o participante recebe R$ 200.000,00 (Duzentos mil Reais) de capital virtual mais 1 lote-padrão (usualmente 100 ações) das 15 empresas mais líquidas do IBrX 100. Tais ações podem ser negociadas livremente, bem como outras podem ser compradas com o capital inicial recebido. Voltar

Como faço para cancelar a minha conta?

As contas inativas por mais de 180 dias são canceladas automaticamente. Basta não acessar o Folhainvet durante o período e sua conta será automaticamente excluída. Voltar

O simulado é pago?

Não, o simulador é totalmente gratuito. Voltar

Participando do simulado, eu concorro a prêmios? Quais?

Sim, ao se inscrever você já está concorrendo a prêmios oferecidos pela BM&FBovespa e pelos apoiadores do simulador.
1º Lugar do ano
Um iPad, um curso do Instituto Educacional BM&FBovespa, que poderá ser presencial ou online (se for presencial, a Bolsa arca com a viagem e a hospedagem), e assinatura de 3 (três) meses do sistema Enfoque Cotações Tempo Diferido (fornecido pela Enfoque).
1º Lugar do mês
Curso online do Instituto Educacional BM&FBovespa e assinatura de 3 (três) meses do sistema Enfoque Cotações Tempo Diferido (fornecido pela Enfoque).
1º Lugar do ano por região
Curso do Instituto Educacional BM&FBovespa, que poderá ser presencial ou online (se for presencial, a Bolsa arca com a viagem e a hospedagem), e assinatura de 3 (três) meses do sistema Enfoque Cotações Tempo Diferido (fornecido pela Enfoque).
A coordenação do "Folhainvest" poderá a qualquer momento substituir os prêmios inicialmente anunciados por outros produtos com funcionalidade equivalente ou com valor financeiro similar. Voltar

Eu encontro no simulado todas as ações negociadas na BM&FBOVESPA?

Não, no simulador somente são negociadas as ações do IBrX (Índice Brasil), composto pelas 100 ações mais negociadas na BM&FBOVESPA. Voltar

O CPF é necessário para realizar a inscrição?

Sim, entretanto, caso você não possua CPF, basta preencher o campo com o número dos seus pais ou responsável. A premiação será feita pelo RG Voltar

Como os rankings são calculados?

Os rankings anuais, Anual Regional, Anual, Universitário Anual e Feminino Anual, são calculados comparando-se a carteira que você iniciou o simulado com a carteira do dia corrente, respeitando-se as características que constam no Artigo 3º do Regulamento - Características e Funcionamento. Já o ranking mensal é calculado comparando-se a carteira do início do mês com a carteira do dia corrente. Voltar

Fui o vencedor de algum ranking. O que devo fazer?

Você deverá aguardar um contato da coordenação do simulado (BM&FBOVESPA e Folha de S.Paulo). Voltar

O que é emolumento?

Emolumento é uma taxa cobrada pela BM&FBOVESPA que incide sobre o volume financeiro negociado. Voltar

O que é custódia?

É o serviço de guarda de títulos e de exercício de direitos prestado aos investidores pela BM&FBOVESPA. Por este serviço cobra-se uma taxa mensal, independentemente do número de ações custodiadas. Voltar

O que são dividendos?

Valor distribuído aos acionistas, em dinheiro, na proporção da quantidade de ações possuídas. Normalmente, é resultado dos lucros obtidos por uma empresa, no exercício corrente ou em exercícios passados. Voltar

O que é "lote de negociação"?

É uma quantidade de títulos com características idênticas. O "lote-padrão" é a quantidade mínima para negociação no Mercado à Vista - Lote-Padrão. Por exemplo: Vale, Petrobras e Telemar estão enquadrados no Lote-Padrão de 100 ações, o que significa que os negócios com os papéis dessas empresas no mercado à vista (Lote-Padrão) envolvem no mínimo 100 ações ou múltiplos de 100 ações. Para esses papéis, os negócios no mercado à vista envolvendo de 1 a 99 ações são realizados no mercado de "frações do lote", ou seja, no mercado fracionário.
Confira aqui os lotes de Negociação de cada ação. Voltar

O que é "fator de cotação"?

Fator de cotação: indica se a cotação está expressa em Reais por Ação (cotação unitária: fator de cotação = 1) ou em Reais por 1.000 ações (cotações em reais por mil ações: fator de cotação = 1.000). Voltar

O que é "day-trade"?

Conjugação de operações de compra e de venda realizadas em um mesmo dia, dos mesmos títulos, para um mesmo investidor, por uma mesma corretora, liquidadas pelo mesmo agente de compensação, cuja liquidação é exclusivamente financeira. Voltar

O que significa PN, ON, PNB e PNA após o nome das ações?

O símbolo "PN" significa ação "preferencial nominativa", ou seja, uma ação que confere a seu detentor prioridade no recebimento de dividendos e/ou, no caso de dissolução da empresa, no reembolso de capital. Em geral, não concede o direto a voto em assembléia.
O símbolo "ON" significa ação "ordinária nominativa", ou seja, uma ação que proporciona participação nos resultados econômicos da empresa e confere a seu titular direito de voto em assembléia.
As ações também podem ser diferenciadas por classes: A, B, C ou alguma outra letra que apareça após o "ON" ou o "PN". As características de cada classe são estabelecidas pela empresa emissora da ação, em seu estatuto social. Essas diferenças variam de empresa para empresa, portanto não é possível fazer uma definição geral das classes de ações. Voltar

O que é o ANA (Aviso de Negociação de Ações) ?

O Aviso de Negociação de Ações (ANA) é o extrato quinzenal com as informações de compra e venda de todos os ativos negociados na Bolsa, enviado para o investidor pela BM&FBOVESPA. Voltar

Como funcionam as ordem START e STOP?

A ordem Start é uma ordem de compra enviada à Bolsa quando o preço da ação atingir ou ultrapassar o preço determinado pelo cliente como preço de disparo da ordem. Por exemplo, se um investidor deseja comprar uma ação apenas após a confirmação do rompimento de uma resistência, poderá determinar o valor de disparo da ordem. Suponha que uma ação esteja sendo negociada a R$ 20,00 e sua resistência é R$ 21,50. O investidor quer comprar a ação apenas se sair negócio acima dessa resistência. Dessa forma, ele poderá colocar a ordem Start com o preço de Start a R$ 21,51.
A ordem Stop é uma ordem de venda inserida no sistema da BM&FBOVESPA através de um mecanismo onde os critérios de validação da ordem são previamente estabelecidos pelo cliente. A ordem do tipo Stop pode funcionar como uma ferramenta de proteção para o investidor, já que a ordem é enviada à Bolsa quando o preço da ação ultrapassar o preço determinado pelo cliente como preço de disparo da ordem.Por exemplo, se um investidor comprar uma ação a R$ 2,00 e quiser limitar sua perda a 10%, ele poderá colocar uma ordem stop a R$ 1,80. Quando o preço do último negócio for igual ou menor a R$ 1,80, será disparada uma ordem de venda a mercado. Voltar

Como devo proceder para fazer operações na BM&FBOVESPA?

Para começar a participar do mercado de ações fazendo investimento nesse tipo de aplicação é necessário abrir uma conta em uma corretora credenciada Bolsa.
O investidor pode transmitir suas ordens de compra e venda de ações pessoalmente, via telefone ou utilizando o sistema de 'home broker' que algumas corretoras adotaram para permitir que seus clientes operem em bolsa realizando as operações de compra e venda via internet.
O investidor deve saber que existem alguns custos que incidem sobre as operações realizadas no mercado à vista como as taxas de corretagem, emolumentos e custódia.
Essas informações podem ser encontradas em alguns sites das corretoras, que simulam os valores a serem cobrados nas operações. Voltar

O que são "pontos" de um índice de ações?

Um índice de ações representa um investimento teórico em uma carteira de ações, medindo, assim, o comportamento dos preços dessas ações ao longo do tempo. No caso do Ibovespa, ele mede o comportamento das ações mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo.
O índice é um valor absoluto, cuja função é a de servir de instrumento de comparação: ele permite a análise da variação do valor de uma carteira de ativos no decorrer do tempo. A unidade de medida do índice é o "ponto".
A Bolsa define um valor-base aleatório, em pontos, para os índices para uma data específica. A essa base agrega-se, posteriormente, a variação diária da carteira. Por exemplo, a Bolsa estabeleceu para o Ibovespa, para 02/01/1968, uma base de 100 pontos. A partir daí foram agregadas a esses 100 pontos as variações da carteira, permitindo assim comparar sua rentabilidade ao longo do tempo.
A rentabilidade é representada pela variação dos pontos do índice. Ou seja, divide-se o valor do índice em uma determinada data pelo valor do índice na data de referência passada, subtrai-se 1 (um) do resultado obtido nessa operação e multiplica-se o resultado por 100 (cem) para se obter a rentabilidade em termos percentuais da carteira. Voltar

O que é subscrição?

A Subscrição é um aumento de capital deliberado por uma Empresa, com o lançamento de novas ações, para obtenção de recursos. Os acionistas da empresa têm preferência na compra dessas novas ações emitidas pela companhia, na proporção que lhe couber, pelo preço e no prazo preestabelecidos pela empresa. Essa preferência detida pelos acionistas é chamada de Direito de Subscrição. O Direito de Subscrição é um ativo negociado no pregão da BM&FBOVESPA, no decorrer do prazo preestabelecido para o exercício do Direito de Subscrição. Transcorrido o prazo, o ativo deixa de existir.
A subscrição pode ser pública ou particular. Ela é pública quando é aberta a não-acionistas da empresa, mas ainda assim os acionistas têm preferência para a subscrição do aumento de capital. A constituição ou o aumento de capital de companhia por subscrição pública depende do prévio registro da emissão na Comissão de Valores Mobiliários e a subscrição somente poderá ser efetuada com a intermediação de instituição financeira.
A subscrição é particular quando é restrita a um certo grupo de pessoas. A constituição da companhia por subscrição particular do capital pode ser feita por deliberação dos subscritores em assembléia geral ou por escritura pública, considerando-se fundadores todos os subscritores. No aumento de capital por subscrição particular, também é garantido o direito de preferência aos atuais acionistas, na proporção do número de ações que possuírem. Voltar

O que são ETFS

ETFs são cotas de emissão do fundo. Cada ETF representa uma fração ideal da carteira da qual farão parte, ou seja, de todas as ações que compõem a carteira teórica do Índice Subjacente, além de outros ativos, em menor proporção. Desta forma, ao investir em ETFs, o investidor estará também investindo, indiretamente, nas mesmas ações que compõem a carteira teórica do Índice Subjacente, quase na mesma proporção em que estas compõem a carteira teórica do índice, porém de forma mais prática, barata, rápida e eficiente. Voltar

Porque investir no ETF ao invés de comprar diretamente as ações?

Rapidez e eficiência para participar do mercado brasileiro de ações: O fundo permite investir indiretamente em várias das principais companhias abertas do Brasil. O administrador do fundo rebalanceará a composição de sua carteira, de tempos em tempos, de modo a refletir as mudanças da composição do Índice Subjacente sem qualquer ação ou investimento adicional por parte de seus cotistas;
Diversificação de investimentos: O fundo proporciona aos seus cotistas uma maneira de alcançar um investimento diversificado no mercado de ações brasileiro, visto que seu índice de referência, o Índice Subjacente, é composto por ações de diversas companhias abertas brasileiras que estão envolvidas em diferentes setores da economia;
Baixo custo de administração: O fundo proporciona um veículo de investimento único e com uma baixa taxa de administração, cujo objetivo é buscar refletir a performance do Índice Subjacente sem as despesas operacionais respectivas, o significativo investimento inicial em dinheiro e a constante responsabilidade de efetuar reajustes necessários para que cada investidor reproduzisse individualmente a performance do Índice Subjacente.
Negociação na BM&FBOVESPA como se fosse uma ação: Os ETFs são aprovados para listagem e negociação na BM&FBOVESPA e podem ser adquiridos e vendidos da mesma forma que qualquer ação listada para negociação na Bolsa. Como valores mobiliários listados na BM&FBOVESPA, os ETFs propiciam aos investidores benefícios que não estão disponíveis a investidores em fundos de investimento não listados. Por exemplo, os ETFs podem ser usados pelos cotistas como margem para operações por eles realizadas na BM&FBOVESPA, da mesma forma que outros valores mobiliários listados na Bolsa. Além disso, os ETFs podem também ser dados em empréstimo em operações de mercado, conforme permitido pela regulamentação da CVM e da BM&FBOVESPA. Voltar

Como o fundo irá refletir as mudanças na carteira e no índice subjacente?

Quando houver o rebalanceamento da carteira do Índice Subjacente em função das recomposições quadrimestrais, o administrador ajustará a composição da carteira do fundo de forma a refletir a composição do Índice Subjacente rebalanceado. Além disso, o administrador ajustará a composição da carteira do fundo de forma a refletir ajustes feitos na composição da carteira teórica do Índice Subjacente devido à distribuição de proventos por parte das emissoras integrantes do índice Subjacente Voltar

Qual é a política do fundo em relação aos dividendos e proventos distribuídos pelas ações componentes do índice subjacente?

A metodologia de cálculo do Índice Subjacente assume que quaisquer cupons, recibos de subscrição, certificados de desdobramento, dividendos, juros sobre capital próprio, bonificações ou outros direitos relativos às ações da carteira teórica do Índice Subjacente declaradas sejam imediatamente reinvestidas em ações parte da carteira teórica do Índice Subjacente adicionais na mesma proporção da composição da carteira teórica do Índice Subjacente, mesmo que tais Distribuições não sejam imediatamente pagas ou distribuídas. O administrador do fundo, na medida do possível, usará a mesma metodologia no tocante ao reinvestimento de Distribuições pagas com relação a estas ações que compõem a carteira do fundo. Voltar

É fácil comprar ou vender ETFS?

ETFs são listados em Bolsa de Valores e podem ser negociados durante o pregão, tornando fácil para o investidor comprá-lo ou vendê-lo. Voltar

Qual investimento mínimo em ETF?

A quantidade mínima de negociação de ETFs no mercado secundário refere-se a um lote-padrão, em geral, correspondente a 100 cotas. Podem ser transacionados um lote-padrão ou múltiplos de um lote-padrão. É também permitida a negociação de frações de um lote-padrão e, neste caso, a quantidade mínima é de uma cota. Já a emissão ou resgate de cotas de ETFs deve obedecer à quantidade mínima estabelecida no regulamento de cada Fundo de Índice. Consulte. Voltar

Ibovespa

20.Set 17h00 - Não há negociações hoje
Não há negociações hoje
Publicidade
Copyright © 1998 - 2014 Folhainvest. Todos os direitos reservados.